Voltar

Grama é usada como combustível para aviões

Um processo que transforma grama em decano, substância usada para compor o combustível das aeronaves.

28 de abril de 2017 / Por: Redação

Pesquisadores da Universidade de Ghent, na Bélgica, criaram um processo que pode mudar a maneira de fazer combustível para aeronaves. Os cientistas desenvolveram uma forma de obter decano, um dos componentes do combustível usado em aviões, a partir de um ingrediente, no mínimo, inesperado: grama.

O processo não é nada fácil: é preciso tratar a grama com um composto que faz com que ela se decomponha e vire celulose. Essa celulose é dada como alimento para bactérias do gênero Clostridium. Por fim, os resultados do processo de digestão das bactérias podem ser tratados para, ao longo de algumas etapas, produzir o decano.

Apesar de complexidade desse processo, ele é considerado uma alternativa mais eficiente que obter decano a partir do petróleo. Além do mais, a aposta na novidade é alta: os pesquisadores afirmam que ele pode ser aprimorado com estudos mais aprofundados.

Quem ganha com tudo isso também é o meio ambiente, pois o decano é considerado um combustível "sujo", por produzir gás carbônico (um dos principais responsáveis pelo Efeito Estufa) em seu processo de queimação. Assim, a possibilidade de obtê-lo a partir de algo tão simples quanto grama seria de grande valia para a indústria.

Vale lembrar também que, além do combustível produzido por meio da grama, há movimentação para possibilitar aviões que funcionem por formas mais limpas de energia, como o avião movido a energia solar que conseguiu completar uma volta ao redor do planeta usando apenas a energia do sol.

Fonte: Olhar Digital