Voltar

Comunidades autossustentáveis já são uma realidade

No primeiro momento, a comunidade capaz de produzir sua própria energia e alimentos será construída na Holanda.

26 de julho de 2017 / Por: Redação

Recursos naturais se esgotando e a população crescendo. Parece um cenário desastroso, mas não se desespere: já tem gente transformando o nosso modo de vida para garantir um futuro melhor para as 10 bilhões de pessoas que viverão na Terra em 2050.

Uma empresa californiana, chamada ReGen Villages, criou uma "cidade" com o objetivo de diminuir o impacto ambiental das atividades humanas. Lá, os moradores irão cultivar seus próprios alimentos e aproveitar a água da chuva e a energia solar.

E não pense que esse projeto é um retorno ingênuo à vida na natureza. Muito pelo contrário: utilizando a tecnologia atual e aplicando-a nos confortos da vida moderna, essa comunidade pretende ser autossuficiente.

REGENERATIVA E AUTOSSUSTENTÁVEL

Uma vez construídas, as casas terão uma cultura vertical de estufas, com pequenas hortas e pomares, unidades de aquicultura e painéis solares.

No projeto, há também torres de armazenamento de água (sendo que a água da chuva será utilizada para irrigação), granja de animais, áreas de recreação, estacionamento para veículos elétricos, um centro para reuniões e espaços sociais.

As estufas serão responsabilidade de cada família, as hortas comunitárias e os animais serão atendidos pela equipe da ReGen.

As madeiras utilizadas nas construções serão de florestas sustentáveis da Escandinávia. Os outros materiais serão trabalhados com alta tecnologia, de forma que se aproveite ao máximo a luz solar.


As ecovilas ReGen Villages, como são chamadas essas “cidades”, foram fundadas por James Ehrlich como uma empresa global de desenvolvimento imobiliário voltada para a construção de bairros dentro dessa proposta.

O primeiro projeto será construído em Almere, cidade holandesa que fica a 25 minutos de Amsterdã. Tendo sucesso, a ideia é que o projeto vá também para países como Suécia, Dinamarca, Noruega, Alemanha, China, Emirados Árabes Unidos e em países da África.

Saiba mais no site de Regen Villages

Fonte: El País