Voltar

Coletor de resíduos aquáticos que funciona com energia solar

Invenção é sucesso em Baltimore, nos Estados Unidos.

07 de fevereiro de 2018 / Por: Redação

A poluição era intensa no Rio Patapsco, em Baltimore, nos Estados Unidos. A situação era grave e incomodava muito o engenheiro John Kellett. Por isso, ele não descansou até encontrar uma solução para limpar o rio, criou então uma máquina capaz de coletar e armazenar o lixo chamada de Inner Harbor Water Wheel (“Roda Aquática de Inner Harbor”). A invenção é um sucesso é até ganhou um apelido carinhoso de Mr. Trash Wheel (“Senhor Roda de Lixo”).

O coletor possui barreiras que fazem os resíduos acumularem em frente à máquina e é coletado por pás. O mais interessante é que essas pás são movidas ou pela correnteza do rio ou por energia solar. O lixo é levado para uma espécie de caçamba.

O engenheiro contou que o maior problema não é o lixo jogado diretamente nas águas, mas sim os que são jogados na rua e vão parar no rio sempre que chove. 

Só para se ter uma ideia da quantidade, desde 2008, mais de 9 milhões de bitucas de cigarro e 300 mil sacolas plásticas foram coletadas. Mensalmente, são coletados cerca de 14 mil embalagens de isopor.

E já foi parar de tudo no Mr. Trash Wheel: barril de chope e até um violão já foram encontrados. Exceto objetos assim, todo o lixo é incinerado para gerar energia e abastecer as casas da cidade. O engenheiro quer agora encontrar uma forma de reciclar o lixo.

O projeto deu tão certo que além do Mr. Trash Wheel já existe em outro rio da cidade a professora Trash Wheel (“Professora Roda de Lixo”). Outras cidades dos Estados Unidos já estão querendo adotar essa ótima ideia.

 Será que essa seria uma boa solução para despoluir os rios no Brasil?

Fonte: Share America