Voltar

Bill Gates: um empreendedor plural

Veja o que podemos aprender como fundador da Microsoft

29 de junho de 2018 / Por: Redação

Que Bill Gates é um empreendedor fantástico a gente já sabe. Sem dúvida, um grande exemplo para vida profissional de todos nós. Porém, além da enorme importância de seu trabalho para o desenvolvimento tecnológico no mundo, o fundador da Microsoft pode nos dar muitas outras lições. O escritor Fernando Mesquita se inspirou nelas para gravar esse vídeo. Vale a pena assistir!


Bill Gates é pai de Jennifer (21), Rory (18) e Phoebe (15). Em várias entrevistas, ele fez questão de contar sobra a regras da sua casa quanto ao uso da tecnologia. Para ele, a tecnologia deve ser utilizada com moderação e de forma positiva. Só pra se ter uma ideia, o primeiro celular dos filhos foi dado após completarem 14 anos. E eles não podem usar o aparelho durante as refeições e ou quando estão próximos a dormir. O fundador da Microsoft disse que os filhos reclamavam muito de não terem celular enquanto os amigos já tinham, mas ele não ligava pra isso.

Além de um pai cuidadoso, Bill Gates tem um lado filantrópico inspirador. Recebeu o título de maior filantropo do mundo. Depois de dominar grande parte do mercado de softwares para PC’s, hoje ele se dedica apenas 1 dia por semana para Microsoft, nos outros dias trabalha na fundação Bill e Melinda Gates. Sobre o título, ele declarou: “Bom, eu não diria que há algo que realmente incomoda?—?as pessoas são bem bondosas comigo. Eu diria que o mito de dizerem que eu sou o maior filantropo da história?—?o que é somente em um sentido econômico, no qual durante minha vida eu doei cerca de 100 bilhões. Mas veja alguém que escolhe viver na África trabalhando em um hospital, ou doar um dinheiro que seria utilizado para aproveitar as férias ou para alguma necessidade maior. Perceba, eu tenho meu avião e eu posso comer um hambúrguer sempre que eu quiser?—?eu não sacrifiquei meu tempo ou meu bem-estar econômico da mesma maneira que muitos desconhecidos e incríveis seres humanos fazem. Para mim, esses são os maiores filantropos do mundo. ”