Voltar

Menor satélite do mundo é criado por jovem indiano

A NASA já lançou, com sucesso, o objeto na órbita terrestre.

11 de julho de 2017 / Por: Redação

Um jovem indiano, de apenas 18 anos, desconstruiu a ideia que a humanidade tinha sobre satélites. Sempre imaginamos e vimos grandes estruturas metálicas com diferentes formatos, mas a invenção de Rifath Sharook é um satélite de apenas 3,8 centímetros cúbicos e 64 gramas.

Chamado KalamSat, em homenagem ao cientista nuclear e ex-presidente da Índia Abdul Kalam, o objeto foi lançado para a órbita terrestre pela NASA no mês passado. Produzido por uma impressora 3D, seu principal objetivo é estudar o comportamento de sua própria estrutura e também possui sensores que medem a rotação da Terra, sua aceleração e a magnetosfera do planeta.

É a primeira vez que este tipo de tecnologia é usado no espaço. Fizemos história ao lançar o menor satélite do mundo. Não seria possível sem minha equipe", declarou o jovem.

ÍNDIA NA HISTÓRIA

Rifath Sharook, o desenvolvedor do dispositivo, nasceu em Tamil Nadu, na Índia, e é estudante do último ano do Ensino Médio do país. O garoto é o primeiro indiano a fazer parte de uma missão espacial da NASA.
Esse fato aconteceu por meio do patrocínio da organização Space Kidz India, que é parte do Cubes in Space, um programa educacional internacional que ensina experiências nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática para jovens.

LIXO ESPACIAL

Satélites menores como o KalamSat podem também ajudar na questão do lixo espacial. Hoje, temos milhares de objetos desgarrados que circundam o planeta em alta velocidade. São fragmentos e pedaços de tudo o que enviamos para o espaço até hoje – desde minúsculas partículas de metal até objetos maiores.

O acúmulo acelerado desse lixo aumenta a possibilidade de um efeito chamado "cascata de colisões", que seria a colisão desses detritos voadores, gerando mais lixo e assim sucessivamente. A tendência é que tenha que ser feito uma limpeza ativa desse cenário no futuro.

Fonte: UOL I Correio Braziliense