Voltar

A bicicleta que substitui escadas e elevadores

Um sistema onde é possível pedalar verticalmente e que traz diversos benefícios para a população e o meio ambiente.

11 de agosto de 2017 / Por: Redação

Com a proliferação das ciclovias no mundo, temos mais facilidade para chegar de bike em diversos lugares, mas nem a maior viagem da nossa imaginação foi capaz de prever essa realidade: uma bicicleta que “voa”.

Não! Você não está dentro do filme E.T. O projeto Vycle é um sistema de transporte onde é possível pedalar verticalmente, funciona como um “elevador individual”.

Trate-se de uma bike com guidão, assento e pedal, porém a parte de trás é estruturada para ser fixada em um trilho vertical. Deste modo, o veículo pode ser anexado para subir em andaimes ou guindastes.

O OBJETIVO DA IDEIA

Criado por Elena Larriba, ex-aluna do Royal College of Art, em Londres, o projeto foi pensado para acompanhar o desenvolvimento urbano contemporâneo.

“Conforme a migração urbana cresce, nossa necessidade de cidades verticais cresce junto. Estima-se que, em 2025, a China terá construído 50 mil novos arranha-céus.”, explica Elena.

A ideia é que o Vycle funcione como uma opção intermediária, uma solução que fique entre o grande esforço requerido pelas escadas e a grande quantidade de energia exigida pelos elevadores.

COMO FUNCIONA

“O Vycle é um sistema que permite que as pessoas pedalem para cima ou para baixo de modo divertido e sem esforço. Um sistema movido por movimentos circulares contínuos”, assim explica o site da marca.

O sistema contempla uma coluna que está encaixada em uma bicicleta. Quando a pessoa pedala para a frente, a bike sobe pela coluna. Pedalando para trás, a estrutura desce.


IMPACTO

Esse projeto traz economia de energia, estimula a pratica de atividades físicas, ajuda quem tem fobia (que não precisa entrar mais em elevadores) e ainda alivia o trabalho dos arquitetos, eliminando a preocupação sobre onde enfiar as escadarias.

O Vycle é apenas um protótipo e ainda esbarra em na dificuldade em termos de acessibilidade para usuários de cadeiras de rodas, o que não o tornaria uma alternativa viável em grande escala. No site do projeto há a sugestão de uma aplicação interessante para a novidade, que, por sua facilidade de instalação, poderia ser utilizada no setor da construção civil, facilitando a locomoção dos trabalhadores entre diferentes andares de uma obra.

Fonte: Ciclo Vivo I Hypeness