Voltar

Algar cresce em receita e lucro líquido

Depois do melhor ano de sua história, o Grupo Algar continua crescendo. E não é por acaso.

17 de maio de 2016 / Por: Redação

Com o aumento de 17% do lucro líquido no primeiro trimestre deste ano, o Grupo Algar explica o sucesso de sua nova estratégia que visa o crescimento sustentável.

A Algar, uma das maiores empresas brasileiras de TIC, Agro, Serviços e Turismo, cresceu ainda mais nesse primeiro trimestre de 2016 o. A receita líquida aumentou 17% em comparação com o mesmo período do ano passado e o lucro líquido deu um salto positivo de 183%.

Em 2015, o Grupo Algar atingiu o melhor resultado de sua história, e este ano vem dando continuidade a esse trabalho, prospectando mais um ano recorde para o grupo. E todo esse sucesso é fruto de alguns fatores importantes.

Há dois anos uma nova estratégia visando crescimento sustentável começou a ser colocada em prática, sempre com base em quatro iniciativas:

Eficiência Operacional, que inclui adoção de Orçamento Base Zero, implementação de um Centro de Soluções Corporativas, Centralização de Compras e Eficiência Organizacional.

Eficiência Comercial, que ampliou o tempo das equipes de vendas no campo, revisou investimentos em marketing, investiu no conhecimento do cliente e revisitou táticas de precificação.

Gestão Baseada em Valor, que trouxe um equilíbrio para a geração de valor para todos os stakeholders.

Gestão de Portfolio e Alocação de Capital em projetos com rápida geração de caixa.

Para o CEO do Grupo Algar, Luiz Alexandre Garcia, o resultado é fruto de disciplina na execução da estratégia,seguida à risca por todas as empresas do Grupo, o que impacta diretamente no consolidado. “Precisamos ter agilidade para acompanhar e interpretar os sinais de mercado. Os números positivos indicam que as medidas para eficiência operacional e priorização do investimento em projetos de geração de caixa rápida estão surtindo o efeito desejável”, destacou o executivo.

Confira aqui as Demonstrações Financeiras do 1° Trimestre de 2016.